This page created with Cool Page.  Click to get your own FREE copy of Cool Page!
Palavras a um Jovem Aprendiz.

                                                                          Professor Adalberto Brito.



Por tua vontade aqui estás.
Teu coração e razão te guiaram para dar este passo.
Queres ser um Marinheiro.
Se aqui chegas pensando em riqueza, afasta-te. Não ficarás rico servindo à Pátria. Teu soldo vai permitir que tenhas uma vida digna, possas constituir família, mas não acumular fortuna material. Tuas maiores recompensas serão a honra e a glória de ser Marinheiro.

Lembra-te que entregas tua vida à Marinha. Isto significa que ela deverá sempre estar em primeiro lugar. Terás de deixar tua casa, esposa e filhos, com bom ou mau tempo, sempre que ela de ti precisar e servi-la com toda a dedicação,  seja em terra, no conforto de um camarote ou num convés ou passadiço em meio  ao fogo do inimigo.
Não te esqueças que o Marinheiro é um homem do mar.
O trabalho é árduo e incessante.
O mar é de uma beleza sem par, mas de um furor incontrolável.
Quando passa a tempestade, tudo passa.
Não há paisagem mais bela, maior encanto. O céu está no horizonte, no horizonte está o céu.

É preciso que deixes, em terra, algumas coisas e te prepares de todo o coração para aprender novos ensinamentos e começar uma nova vida.

A Marinha é um Templo da  Virtude, Honra, Camaradagem e Patriotismo que se sustenta nos pilares da Disciplina e Hierarquia.

A disciplina não é um fardo, mas uma virtude necessária em todos os momentos de nossa vida cotidiana. É primordial na caserna, onde deve haver regra, ordem, momento e lugar para cada coisa.
A Hierarquia não é um instrumento autoritário ou de submissão, mas uma forma de organização, cujos degraus são alçados pelo mérito, alcançado com estudo, dedicação e competência.
Se nos obriga à obediência, nos permite dividir o peso da responsabilidade, de sorte que cada um de nós possa cuidar com total empenho ao nosso compartimento, sabendo que todos os outros estarão com o mesmo empenho guardados.
Em breve, muito em breve, tereis outros homens  sob vosso comando.
Havereis de cuidar deles com lealdade, espelhados no exemplo dos vossos chefes.
Sabemos que por esta mesma doutrina se guiam os superiores. Desta maneira estamos certos que as suas decisões (como a nossas) são sempre as mais sábias e acertadas nas circunstâncias e momento em que foram tomadas e que são ditadas, não pela vaidade ou interesses pessoais, mas para garantir a segurança e o sucesso das missões que nos foram designadas, tendo sempre em vista bem servir à Pátria e à Marinha.
 
O sentido da Honra deve estar presente em todos os momentos de nossa vida. Mesmo que ninguém nos olhe,saiba,veja. Deve estar em nossas mentes como o sangue em nossas veias.
Um Marinheiro tem honra. Jamais engana, mente, trapaceia. Se cometer alguma falta procura seu superior para acusar-se. Não usa de meios ilícitos. Cumpre seus compromissos, em especial os financeiros.
Trata a todos com urbanidade, respeito e cortesia.
É um bom camarada, um amigo sempre pronto a estender a mão, mas nunca para acobertar os erros.

Um soldado está sempre pronto para a guerra.
Cuida do seu corpo, da sua saúde.
Participa, estuda, exercita, aproveita cada momento de cada instrução pois dela vai precisar e dela poderá depender a sua sobrevivência e de seus companheiros.
Espelha-se nos bons exemplos, dos modelos de virtude e profissionalismo, ignora a perfídia e a insensatez.
Deseja ardentemente a paz, mas quando for chamado está pronto para o combate. Este é o sentido da vida que escolheu.
Não espera recompensas, láureas, mas a alegria interior que resulta do dever cumprido, de tudo ter feito para a grandeza desta instituição maravilhosa que um dia em sua juventude resolveu abraçar e pela Pátria que jurou com honra defender, mesmo com o sacrifício da própria vida.

 
 
Visite:
http://historianaval.tripod.com
Grumetes da Turma Sierra/SC.
Escola de Aprendizes-Marinheiros de Santa Catarina